Deixe sua cozinha organizada e estilosa com estas dicas!

Seja ela grande e espaçosa ou pequena e compacta, a cozinha é um dos lugares mais movimentados da casa. Entre preparar refeições ou só fazer um lanchinho rápido, todo mundo passa por ali em algum momento.

Isso pode dificultar um pouco a vida de quem sonha em ter uma cozinha estilosa e organizada, como aquelas que a gente vê no Pinterest. Se você está com dificuldades para organizar a sua, não se desespere, pois trouxemos 5 dicas infalíveis para você deixar sua cozinha linda e organizada!

Continue lendo “Deixe sua cozinha organizada e estilosa com estas dicas!”

Torne-se um super anfitrião com essas dicas para receber visitas em sua casa

Receber visitas em casa é tudo de bom, né? Colocar o papo em dia, dar boas risadas, curtir uma comidinha especial.

Se você gosta de receber as pessoas em sua casa, ou quer passar a fazer isso assim que estiver no seu imóvel novo, confira nossas dicas que irão ajudá-lo a tornar sua casa mais aconchegante e hospitaleira, de um jeito que todo mundo vai querer voltar!

Continue lendo “Torne-se um super anfitrião com essas dicas para receber visitas em sua casa”

Lavabo: ideias de decoração

Que o lavabo é um ambiente muito muito útil em uma casa, ninguém pode negar. Mesmo assim, pouquíssimas pessoas têm a atenção de decorá-lo de forma correta e adequada. Quer fazer diferente? Então vem com a gente, porque hoje trouxemos dicas incríveis do Blog Lola Home que vão te ensinar como decorar o lavabo de maneiras super originais! Ah! E se você quer realizar o sonho de ter um lar para chamar de seu, contate um dos consultores aqui da Imobiliária Razão. <3

Ideias de como decorar o lavabo

De acordo com seu estilo, gostos pessoais e até o restante da decoração da sua casa, o lavabo pode ser decorado de diferentes modos: como o estilo rústico, o contemporâneo, os mais simples tem quem usa mais as cores, sejam elas sóbrias ou mais alegres, e também aqueles tem aqueles lavabos que ficam lindos com um belo papel de parede. De qualquer maneira, regra fundamental que vale para qualquer ambiente é não sobrecarregar o espaço com muitos elementos, principalmente no lavabo, um espaço consideravelmente pequeno da casa.

Mas por que saber como decorar o lavabo?

Ele é um espaço que faz parte de uma área social da casa, muito utilizada por convidados durante jantares ou visitas esporádicas. E por ser uma área comum, o espaço necessariamente precisa de um toque a mais na decoração.  Abuse dos itens feitos essencialmente para estes espaços, já que é uma área bem menos úmida do que o banheiro e, portanto, os objetos terão uma durabilidade mais garantida.

lavabo

Uma dica de tamanho do espaço: se o lavabo for bem pequeno, os espelhos grandes podem passar a impressão de que ele é maior e mais espaçoso. Simples, fácil e chic!

Até mesmo as plantas naturais podem ter um espaço na hora de decorar o lavabo. Aposte em vasos e também flores coloridas que vão dar uma energia mais forte ao ambiente. Os quadroscastiçais com velas perfumadas e materiais como toalhas individuais e conjuntos para lavabo podem trazer uma bela composição. Outro detalhe interessante é a iluminação: ela pode e deve fazer parte da decoração do lavabo.

Saber como decorar este ambiente é uma tarefa bem simples e essencial. Apenas é necessário ter bom senso e utilizar os objetos adequados para o tema do seu décor. Para lavabos mais rústicos, faz-se necessário o uso de objetos e móveis na cor escura (como o marrom e amarelo escuro); para lavabos mais clean ou modernos, a decoração permite o uso de pastilhas e móveis com design arrojados e retos; se a escolha é por um lavabo clássico, o uso de um papel de parede adamascado e objetos como quadros resultarão em uma composição ótima.

 

Apartamentos compactos e otimização de espaço

Os apartamentos compactos estão em alta. Atualmente, muitas construtoras vêm apostam neste conceito versátil de empreendimento, principalmente nas grandes capitais.  Viver com pouco espaço pode ser um tanto difícil no começo, portanto, temos algumas dicas que vão te ajudar a viver melhor em apartamentos compactos. Bora lá?!

Seja organizado

A organização é o princípio de tudo, ainda mais quando a ideia é viver em apartamentos compactos. Em espaços menores, a bagunça dá as caras mais rápido, logo, a organização é fundamental.

O ideal é que você evite o acúmulo e tenha prioridades de manter apenas aquilo que é usado com frequência. Funciona!

Escolha os móveis adequados

Saber escolher móveis proporcionais para o espaço disponível é indispensável. Uma boa opção são os planejados que, apesar de terem o custo um pouco mais alto, são ideais para ambientes compactos.

Use sua parede de maneira inteligente

Você não sabe o quanto as paredes podem ser úteis. Aproveitar os espaços verticais dos apartamentos é uma mão na roda. Retire os porta-retratos dos aparadores e cômodas e coloque-os na parede como quadros. Aproveite ao máximo as prateleiras para pregar objetos, ganchos para pendurar chaves, prateleiras e afins. Nessas horas, vale tudo, inclusive, para aqueles que utilizam a bicicleta como meio de transporte, uma boa opção de otimizar espaço na hora guardá-la é deixá-la suspensa na parede, como na imagem abaixo. Fica uma graça!

apartamentos compactos

Aposte nos espelhos

Investir em um posicionamento estratégico dos espelhos no seu apartamento, causa a sensação de continuidade. A decoração faz milagres e  pode influenciar muito na melhor otimização dos seus espaços.

Guarde itens importantes 

Desapegar é preciso, mas nem sempre é possível abrir mão de objetos só porque vamos nos mudar para uma casa menor.

Se você tem móveis de herança e que não quer se desfazer deles, por exemplo, recorra a um self storage,  serviço que trabalha com o aluguel de boxes para guardar o que você precisar. Alugando um box, você pode armazenar o que quiser, pelo tempo que quiser e sem multas contratuais quando quiser rescindir contrato.  Além do mais, dá para aumentar o tamanho do box sempre que você quiser.

Bom, agora parece muito mais fácil viver em apartamentos compactos, não é? Se você estiver cogitando aderir a esta tendência, entre em contato com um dos corretores aqui da Imobiliária Razão. Um abraço e até a próxima! 🙂

Cozinhas americanas simples e aconchegantes

As cozinhas americanas estão em alta, não apenas porque são uma tendência de design, mas porque se adaptam ao estilo de vida que as pessoas levam hoje em dia, onde cozinhar deixou de ser uma tarefa diária, massacrante e exaustiva, para ser um momento de felicidade, de reunir os amigos em volta da mesa. Por isso, hoje trouxemos dicas geniais lá do Blog Arquidicas para você fazer da sua cozinha um lugar ainda mais bonito e aconchegante.

Bom, neste cenário a cozinha deixa de ser um ambiente isolado, para de juntar a sala de estar e de jantar que são os espaços sociais da casa, onde quem cozinha está interagindo, conversando e participando dos momentos sociais.

cozinha americana alvenaria

Apesar de ser um novo modelo de cozinha, as cozinhas americanas lembram muito as cozinhas antigas de casa de campo – sabe, aquela da casa da vó – que já tinha esse conceito de reunir as pessoas em um único espaço. Agora esse conceito social da cozinha toma força novamente nos projetos arquitetônicos atuais.

E com a popularidade das cozinhas americanas foram surgindo também uma gama de opções econômicas para projetar este tipo de cozinha, sem necessariamente ter que gastar muito.

1 – Aposte na alvenaria

Uma das dicas é usar e abusar de balcões de alvenaria. Ultimamente ele vem sendo incorporado em projetos de interiores, principalmente por possuir um ar mais receptivo a cozinha.

cozinha simples e economica

Um espaço de preparo de alimentos que é geralmente utilizado também para fazer as refeições diárias. Mesmo necessitando de uma mão de obra mais qualificada para a sua instalação, o balcão de alvenaria pode ser mais econômico do que armários de madeira. Além de ser uma opção bem higiênica.

cozinha americana de cimento

Os balcões podem levar diferentes tipos de acabamento: podem ser executados em concreto com acabamento de cimento queimado, podem receber ainda revestimento em porcelanato que imita mármore, mas que é absurdamente mais barato. E você ainda pode fazer a frente dos armários em madeira ou cortinas de tecido.

armários de cozinha de concreto

 

Inclusive esse tipo de balcão para a cozinha americana te possibilita começar por um acabamento mais simples e depois com mais tempo e dinheiro colocar um acabamento mais elaborado como pastilhas, madeira, porcelanato, etc.

2 – armários pré-fabricados

Eu sei que muito arquiteto torce o nariz quando se fala em armários pré-fabricados, até porque um dos serviços prestados por arquitetos e designers de interiores é justamente o design dos móveis de cozinhas planejadas. Mas, optar por armários pré-fabricados ou até modulares pode te ajudar a fazer economia no projeto da sua cozinha americana.

cozinha americana pre-fabricada

O que não faltam são opções de armários para cozinha prontos em lojas como: as Lojas KD, Magazine Luiza, Etna, Tok&Stok e Mobly muito mais.

Mas, é preciso ter paciência para medir cuidadosamente o espaço e encontrar o armário certo que se adapte melhor ao seu ambiente. Outra dica valiosa é ficar de olho nos acabamentos dando preferência para modelos de armários para cozinha mais simples, com poucos detalhes e neutros para combinar com a decoração da sala.

cozinha americana bonita e simples

Afinal a cozinha americana é integrada visualmente com a sala então é preciso tomar cuidado para manter os ambientes equilibrados.

3 – Bancadas em granito usadas

É comum hoje em dia as construtoras entregarem os apartamentos novos com uma pequena bancada de granito e muitas vezes o proprietário desse imóvel já mandou fazer uma cozinha planejada e vai dispensar essa bancada.

Então você pode aproveitar e procurar em sites de anúncios como o OLX, por exemplo, pessoas da sua cidade que estão vendendo bancadas usadas de granito, ou até de outras pedras próprias para a cozinha.

Neste caso você pode economizar muito com a pedra. Lembrando de escolher um modelo do tamanho certo para a sua cozinha. Você pode contratar um marceneiro para projetar um armário para essa pedra, ou fazer um balcão de alvenaria, ou ainda ver se essa bancada se adapta ao tamanho padrão dos armários pré-fabricados.

Se a opção for usar um armário pré-fabricado lembre-se de fazer uma estrutura de sustentação separada para a bancada de pedra. Pois, os armários pré-fabricados não são muito resistentes ao peso.

4 – Decoração de cozinha americana barata

Utilize os próprios utensílios de cozinha na decoração da sua cozinha, use prateleiras prontas, visite lojas que vendem acessórios para marcenaria e compre ganchinhos e suportes para pendurar conchas, escumadeira, xícaras, vasinhos com temperos, etc.

prateleiras modulares com utensílios de cozinha

 

É possível dar uma incrementada na sua cozinha com poucas coisas e ao utilizar utensílios de cozinha, livros de culinária e temperos você estará unindo objetos funcionais e ao mesmo tempo decorando a sua cozinha.

5 – Não esqueça da coifa

Uma das coisas que você precisará investir se realmente quer uma cozinha americana é a coifa, não precisa ser um exaustor, mas uma boa coifa sobre o fogão vai evitar que o vapor que carrega óleo vá para a sua sala. Outro ponto é que se você quer ter uma cozinha americana e mora em um apartamento pequeno esqueça as frituras.

cozinha americana simple

Mesmo com uma super coifa e até mesmo com um exaustor potente não cabe fazer fritura em um espaço que é aberto para a sua sala. Mas, se você ama mesmo frituras e faz em casa, opte por um projeto que seja misto, que você possa integrar com a sala em momentos sociais e que em outros a cozinha seja fechada.

6 – Você não precisa de cooktop, forno e micro-ondas de parede

Eu sei que o sonho de todo mundo é ter aquela cozinha maravilhosa de capa de revista que tem um cooktop de vidro, elétrico, que só precisa passar um paninho e pronto, está limpo. É um verdadeiro sonho, mas, se você investe em um fogão desses também tem que levar em consideração que vai ter que investir em panelas próprias para esse tipo de fogão.

cozinhas americanas simples

Mesmo modelos mais simples de cooktop com chamas á gás são mais caros do que um fogão convencional, pois o fogão já vem com forno, enquanto o cooktop não tem, ou seja, se você quiser ter um forno vai ter que optar por um forno elétrico.

Os fornos de parede e micro-ondas de parede são mais caros e dependem de um projeto de cozinha planejada que preveja a ventilação desses fornos. Um forma de economizar é manter um fogão tradicional.

7 – Aproveite as promoções

Faça um bom planejamento do que você quer para a sua cozinha, tire as medidas, escolha os eletrodomésticos e faça orçamentos. Não existe maneira mais fácil de economizar do que orçar, no mínimo três orçamentos.

cozinha americana bonita e pequena

Agora se você tem tempo aproveite as promoções, com a sua lista de eletrodomésticos na mão, medidas e padrão de cores definido espere até a temporada de descontos, como a que vai acontecer agora na Black Friday de novembro.

Para não cair em roubadas faça assim, pesquise dois meses antes, um mês antes e quando chegar o dia da Black Friday pesquise o mesmo produto para verificar se realmente o preço está mais em conta.

Todo dia 25 de novembro tem Black Friday e sempre no começo de janeiro tem promoção nas lojas também.

E não vale só pra eletrodomésticos, vale para cadeiras, mesas, armários, panelas, louças, etc. Então reserve uma verba nesses períodos para estar preparado, com saldo no cartão de crédito, com dinheiro na conta para aproveitar as promoções.

cozinha econômica

Às vezes você já tem uma geladeira velha, um fogãozinho meia-boca e pode aguentar mais um pouco até comprar aquele fogão dos sonhos ou aquela geladeira de inox que você tanto quer.

Só planeje bem, definiu que os eletrodomésticos vão ser cromados, então compre todos cromados, quer eletrodomésticos brancos, compre tudo branco. É só ter bom senso.

Outra dica é aproveitar as trocas de showroom das lojas de cozinhas planejadas, nesses períodos é possível comprar cozinhas planejadas com até 50% de desconto, o único problema são as medidas dessas cozinhas, você tem que avaliar para ver quanto irá custar a adaptação dessa cozinha no seu espaço e se é possível fazer essa adaptação.

Agora, independente das suas ideias e do seu gosto em decorar a sua cozinha americana, o importante é tornar esse ambiente bem familiar e aconchegante, para receber seus amigos e a sua família.

Regras infalíveis para viver em uma república

Passou no vestibular em outra cidade e precisa se mudar? Ou então, mergulhou naquela oportunidade de emprego em uma grande metrópole? Seja qual for o motivo, a mudança de vida é impactante.  Por motivos financeiros, muitas pessoas que passam por momentos optam por morar em uma república. E dividir o teto com outras pessoas, inicialmente “estranhas”, não é uma missão muito fácil.

Por isso, hoje no blog da Imobiliária Razão,  trouxemos algumas regras infalíveis para quem vai ingressar nessa aventura que é morar em república.

república-imobiliaria-razão-curitiba

1. Crie regras dentro da república

A primeira regra de sobrevivência consiste nada menos do que criar as famosas regras de convivência. Com isso, fica muito mais fácil  viver em harmonia com todos os moradores e os limites são respeitados de maneira leve.

Um exemplo básico de regra é: não receber visitas sem avisar a galera. Assim, ninguém é pego de surpresa e fica tudo certo.

2. Diálogos e mais diálogos

Convivência é difícil, principalmente em uma república. Independente de se dar bem ou não com as pessoas que se convive, vez ou outra é comum que ocorra alguma situação desagradável. Até mesmo lidar com as diferenças é uma tarefa complicada.  E assim como em tudo na vida, nessas horas o diálogo também salva se acontecer de maneira correta.

Lembre-se que em uma república todos estão no mesmo balaio, por isso, não é legal fazer acusações ou deixar as outras pessoas em posições diferentes das outras. Então, tenha calma, seja justo, flexível e racional, ok?!

3. Divida as responsabilidades entre os moradores 

Para não perder o controle na república, é ideal que cada morador tenha as suas responsabilidades.  Portanto, façam uma reunião e dividam as tarefas e contas que cada pessoa irá assumir. Neste momento é muito importante ser justo para que ninguém fique sobrecarregado.

4. Respeite o jeito do outro e seja amigo

Isso vale para todos os âmbitos da vida, mas se agrava quando se divide o mesmo teto. É aquela história: cada pessoa tem o jeito. São visões de mundo e criações diferentes, então, o  negócio é ser tolerante e respeitar para ser respeitado.

Cultivar a amizade também faz toda a diferença nessas horas. Isso nào significa que você precisa ser amigo de todo mundo, mas é bacana ouvir e ajudar no que for possível.  Pode até ser que você crie elos de amizades que se fortalecerão e serão levados para a vida toda. Além do mais, fica bem mais fácil de resolver as diferenças.

5. Não empreste nada sem antes pedir permissão

Nunca foi e nem será legal pegar as coisas dos outros sem pedir permissão. Isso pode gerar muitos conflitos. Não importa se for comida, sabão em pó ou qualquer outro item, por mais simples que seja, peça autorização para usar.

6. Tenha foco no seu propósito

Morar com várias pessoas tem seus momentos de cansaço e também de diversão. Mas, por hipótese alguma, se desvie do seu objetivo e nem o deixe em segundo plano. Essa é uma das fases da sua vida acadêmica, então tenha foco e caminhe em direção ao seu futuro.

7. Seja responsável

Morar longe dos pais não é sinônimo de fazer o que bem entender. Lembre-se que, quando se mora em uma república, você ainda convive e divide espaço com outras pessoas.  Seja legal consigo mesmo: levante, organize suas coisas e cumpra com suas obrigações de casa. No mais é só alegria.

Dicas para comprar o primeiro imóvel

imóvel

A casa própria, certamente, é um sonho em comum entre muitas pessoas. Mas na hora de tornar este sonho realidade é preciso ter o pé no chão e agir com responsabilidade. Por isso, hoje trouxemos dicas incríveis do Blog Guiabolso para facilitar a sua vida na hora de comprar um imóvel. E lembre-se: conte sempre com os corretores aqui da Imobiliária Razão para essa empreitada!

imóvel

 

1. Onde vou morar

É importante saber em qual região se pretende morar e conseguir delimitar territorialmente os bairros que farão parte da nossa  pesquisa. Neste momento, algumas perguntas devem ser feitas, por exemplo: este imóvel é para uma moradia temporária ou mais duradoura? Ele atende às necessidades do meu projeto de vida e familiar? Quais facilidades a região oferece?

2. Renda familiar

Se você contará com outras pessoas para ajudar com os custos da aquisição de imóvel, o planejamento financeiro é um passo fundamental. É ideal fazer a somatória das rendas envolvidas neste processo e que serão comprometidas com o financiamento do imóvel, caso esta seja a sua opção de pagamento.

É primordial ter a consciência de que a compra de um imóvel é um investimento alto e que, muitas vezes, para a realização deste projeto será necessário fazer o corte de alguns gastos e todos os envolvidos devem estar comprometidos com este objetivo e cientes de que algumas renúncias deverão ser feitas ao longo deste processo.

3. Programe-se para comprar a casa própria

A parte financeira pode ser a solução ou início dos seus problemas, tudo vai depender de como você se programa para comprar a casa própria. Se você pretende adquirir um imóvel e ainda não começou a poupar, reveja seus projetos.

É necessário ter uma quantia em dinheiro reservada para dar a entrada na negociação. Lembre-se, quanto maior for o sinal, menor será o valor do seu financiamento e do seu endividamento final.

4. Pesquise sem pressa

Por mais que o seu desejo de ter o primeiro imóvel seja urgente, é preciso ter cautela. Hoje, o mercado está com várias boas oportunidades e uma pesquisa qualificada te dará a chance de encontrar o melhor negócio que se enquadre ao seu perfil.

Para isso, é fundamental contar com a consultoria de um profissional qualificado e preparado para atuar no mercado imobiliário.

5. Atenção com os custos extras

Os gastos com a compra de um imóvel não se limitam apenas ao financiamento e ao valor das prestações. Há ainda as taxas de transferências, taxas de encargos bancários e questões referentes à documentação. É necessário ter uma reserva financeira.

6. Espere para reformar

É comum, ao adquirir o primeiro imóvel, o impulso de deixar a casa com a sua personalidade, entretanto, é importante esperar. Mude primeiro, se acostume com o novo espaço. Lembre-se, os custos que surgem com a aquisição do imóvel são muito elevados.

Equilibre-se financeiramente novamente e faça um fundo de reserva para depois começar a fazer as alterações desejadas.

Não há como fugir, a compra do primeiro imóvel é um passo muito importante na vida de qualquer pessoa, por isso tem que ter planejamento. Essa é a palavra-chave para evitar transtornos futuros e potencializar as sensações prazerosas desta realização.

 

Dicas para alugar um apê pela primeira vez

alugar

Uma das coisas mais trabalhosas que existem é procurar um apartamento para alugar. Essa é uma tarefa que requer planejamento e atenção com cada detalhe, a fim de evitar problemas ou arrependimentos, aliás, a mudança em si já não é nada fácil.

Para os locatários de primeira viagem, tudo pode parecer um tanto mais complexo, mas fique atento: alguns tópicos jamais devem passar despercebidos no momento da busca. Pensando nisso, hoje trouxemos dicas para que você não passe apuros na procura pelo apê ideal.

alugar

Avalie suas reais necessidades

O primeiro passo de todos consiste em avaliar e saber exatamente quais são suas reais necessidades de moradia para o estilo de vida e momento vividos. Leve em conta  fatores como localização, espaço, infraestrutura da região, proximidade do trabalho e condição financeira. Assim, fica muito mais fácil alugar o apê ideal.
Estabeleça um valor limite
Agora que você já fez um levantamento das suas necessidades, estabeleça uma faixa de preço de aluguel que esteja dentro do seu orçamento. Não esqueça de incluir neste valor taxas como condomínio e IPTU, além de outras despesas mensais de moradia.

E ainda, na hora de procurar um apartamento para alugar, avalie qual a garantia locatícia que se  encaixa com o seu perfil de locatário. Existem várias modalidades de garantias para escolher, tais como fiador, carta fiança, caução de bem imóvel, seguro fiança locatícia, título de capitalização, entre outras.

Conte sempre a Imobiliária Razão
Nós estamos aqui para te ajudar, portanto, conte com a Imobiliária Razão para que todo o processo de locação aconteça adequadamente.

A maioria das pessoas, acham que alugar um imóvel é simples, mas na verdade o negócio é mais embaixo. Com a Imobiliária Razão, você terá suporte do início ao fim do processo de locação, logo, evitará possíveis dores de cabeça. Então, não importa se o seu intuito é comprar ou alugar, tudo é burocrático e nossos corretores estão aqui para te ajudar. 😉

Atente-se aos detalhes na hora de visitar o apartamento
Finalmente você encontrou o apartamento dos sonhos e que se encaixa perfeitamente no seu orçamento e atenda suas necessidades. A próxima etapa agora é conhecer o apê e fazer a vistoria para saber se o imóvel realmente está dentro das suas expectativas. Fique atento a cada detalhe durante a visitação e avalie tudo antes de fechar o contrato.

Ah, é importante se ligar no termo de vistoria, feito pelo profissional da imobiliária. Nele, você confere todos os detalhes do imóvel, inclusive as condições que você o encontrou e terá que deixá-lo após a desocupação.
Atenção com a documentação
Sinceramente, este deveria ser o primeiro passo antes de alugar um imóvel. Esteja atento a toda documentação necessária para locação e evite dores de cabeça. Informe-se antecipadamente com a imobiliária sobre todos os documentos e com certeza o processo será muito mais ágil.

IPTU: dicas para o pagamento do imposto

iptu

Para muitos, IPTU é uma sigla muito temida no começo do ano. Entretanto, é preciso saber que, na verdade, o Imposto Predial e Territorial Urbano é um tributo pago ao governo municipal apenas por aqueles que possuem algum imóvel dentro dos limites urbanos. Então, para que o imposto não seja um bicho de sete cabeças na sua vida, hoje trouxemos um texto do blog Organizze para que as dúvidas sejam esclarecidas de uma vez por todas. 😉

iptu

Afinal, o que é o IPTU?

Imposto Predial e Territorial Urbano que conhecemos atualmente foi instituído em 1988, pelo artigo 156 da Constituição Federal. Ele rescinde sobre qualquer propriedade situada em território urbano, como terrenos e prédios. Segundo o item de sua criação, apenas governos municipais têm competências para aplicá-lo e nenhuma outra esfera pode cobrá-lo.

Segundo estatísticas, a arrecadação deste imposto, somente na região Sudeste, representa cerca de 30% de toda a receita tributária dos municípios. Isso demonstra que o IPTU é de grande importância para financiar os diversos serviços públicos e de infraestrutura oferecidos pelo governo de sua cidade, como saúde, educação e urbanização.

Como é calculado o IPTU?

A base de cálculo do IPTU é o valor venal do imóvel e, em algumas cidades, é adicionada, também, a alíquota definida pela lei do município, que varia, em média, de 0,5% a 3% do valor venal.Para saber qual é o valor venal de seu imóvel, os órgãos administrativos municipais analisam diversos fatores. Na maior parte das cidades, este número é calculado com base nos seguintes princípios:

Tamanho do terreno: O valor venal de cada imóvel é proporcional ao seu tamanho. Em ordem, prédios que ocupam espaços menores na cidade, terão IPTU mais baratos e para aqueles que possuem maior ocupação, será cobrado um valor mais alto.

Localização do imóvel: Toda cidade possui o chamado Planta Genérica de Valores (PGV), que determina as áreas mais valorizadas e terão um imposto mais caro e aquelas que são de menor importância. Para saber qual o valor da zona onde está localizado o seu imóvel, basta consultar o carnê de seu IPTU ou comparecer à prefeitura de sua cidade.

Área construída: Se você possui apenas um terreno, deverá pagar um valor inferior àquele que é cobrado de áreas onde há prédios e residências construídas.

Qualificação do imóvel: O valor venal também é calculado de acordo com a função que terá aquele tipo de imóvel. Para prédios comerciais e industriais, o preço é mais alto do que o daquelas propriedades que servem apenas como residência.É importante lembrar que o valor venal não pode ultrapassar os 50% do valor de mercado de seu imóvel. Por isso, caso isso ocorra, você deverá entrar em contato com a prefeitura de sua cidade e pedir para que o valor seja corrigido.

Quem paga: locador ou locatário?

A regra é bem clara e simples. Assim como diz o nome “Imposto Predial e Territorial Urbano”, o contribuinte deste tributo deve sempre ser aquele que possui alguma propriedade nos limites urbanos. Por isso, em casos de aluguel e arrendamento, o dono do imóvel deverá ser o responsável pelo pagamento do IPTU. Mas, há também casos em que pode ser repassado este valor ao inquilino.

A situação, que está prevista na Lei de Locações, só pode ocorrer se ela já estiver contida no contrato de locação. Por isso, deve-se tomar o cuidado para que não sejam feitos acordos verbais e que ambas as partes devam ser esclarecidas quanto a isto.Em resumo: a responsabilidade de pagar o IPTU é do locador e é intransferível. Mas, caso haja um acordo previsto no contrato, o locatário deve destinar o valor do imposto ao proprietário do imóvel em que ele ocupa.

Há alguém isento?

Para cada município, existe uma especificidade. Na maior parte das cidades, estão isentos do pagamento do IPTU, aposentados, pensionistas e beneficiários da renda mensal paga pelo INSS. Além disso, é permitida a isenção de entidades culturais, agremiações desportivas, imóveis para fins educacionais e aqueles que são ocupados por entidades governamentais estrangeiras e, ainda, imóveis particulares cedidos pelo governo municipal, estadual, ou ainda, pela União.

Em casos, em que o valor venal do imóvel não ultrapassa a quantia mínima estipulada pela prefeitura do município, o proprietário pode demandar a sua isenção. Na cidade de São Paulo, por exemplo, este número é de R$ 70 mil. Logo, qualquer dono cuja propriedade apresenta venal menor do que este valor está isento de pagar o IPTU.

Como obter descontos?

Se você não está na lista de isentos e precisa pagar o seu IPTU, há maneiras de tornar tudo isso menos agressivo ao seu bolso. Os descontos, assim como as insenções, também são específicos de cada cidade. Entretanto, a maioria dos municípios agregam abatimentos no valor do imposto para aqueles contribuintes que pagam a cota única, quitam todas as dívidas anteriores com o governo ou que liquidam o imposto na data determinada pela prefeitura.

Em média, estes descontos podem variar de 4% a 8% e em diversos casos, eles podem ser bem vantajosos e compensadores. Segundo especialistas, o desconto oferecido pelos órgãos municipais supera o valor acrescido em pagamentos a prazo.

Posso parcelar o IPTU?

Se não possui todo o recurso necessário para quitar de uma só vez o seu IPTU, você pode parcelá-lo. Apesar de não ser uma medida aconselhada, esta possibilidade é mais indicada do que obter financiamentos e créditos em bancos para sanar o tributo em cota única.Na maioria dos municípios, o valor é dividido em até 10 parcelas sem juros e acréscimos.

Para que você não sofra com o aumento da quantia já estipulada, é necessário que pague tudo em dia. Conhecer melhor o IPTU é uma forma de torná-lo menos ameaçador. Se você possui algum imóvel e está na dúvida de como quitar o imposto, analise as suas opções e escolha aquela que é mais conveniente. Dessa forma, você evitará problemas financeiros.